Iniciação de um menino

Olá meu nome é Juan, Hoje mais velho mas um amigo de infância nunca me saiu da cabeça e venho aqui relatar o que aconteceu comigo a anos atrás e que até hoje às vezes me pego masturbando pensando no que aconteceu comigo e esse amigo. Na época tinha uns 11anos brincávamos na rua onde morávamos e as brincadeiras que mais gostávamos era o pique esconde. Tinha umas meninas colegas que aproveitavam os para sarrar em suas bundinhas e quando elas deixavam agente ficava mais ousados e em algumas até rolava uma chupetinha. Nossa era uma delícia o pau ficava duro logo mas agente só ia até aí na verdade descobrindo a nossa sexualidade. E foi aí que tudo aconteceu.

Tinha um amigo da turma o Rogerio ,na verdade o mais velho a maioria de nós entre 9 e 12 anos e o Rogerio o mais velho ja com seus 14 anos acabou virando o lider da turma. Bem eu era meio gordinho e tinha uma bunda enorme, o que era motivo de zoação dos meninos. Eu ficava puto mas não demostrava pra não piorar minha situaçao.
Num belo dia estava eu e Rogerio em minha casa jogando dama e já enjoado ele me chamou pra ir pra rua ver se já tinha alguém da turma pra poder brincar de outra coisa. fui na frente e quando sai de casa parei repentinamente porque esqueci d avisar pra minha mãe que iria pra rua e não dando tempo de parar Rogerio que vinha logo atras colou seu pau na minha bunda. Senti sua pica já dura e na mesma hora o empurrei . Ele me olha e diz ainda vou comer sua bundona. pra minha surpresa não responde nada fiquei mudo. Ele percebendo minha inércia afasta o short e coloca seu pau pra fora e diz : Quer segurar pra sentir um pau de verdade? Nunca havia visto um pau daquele. Era maior que o meu, grosso e cheio de veias. Fiquei hipnotizado mas antes de fazer qualquer coisa uns amigos nos chamaram em meu portão, isso fez Rogerio guardar rápido e disfarçar o pau duro. Fomos pra rua depois ao colégio mas foi o resto do dia pensando o que havia acontecido comigo.
A noitinha toda sexta e sábado depois do jantar costumávamos ir pra rua, principalmente no verão e brincavamos ate tarde. Nossa rua tinha várias casas em construção, o que era o lugar preferido por nós para se esconder. Nos encontramos já eram umas 19:00hrs já escuro e começamos o pique fizemos só sorteio e eu e Rogério ficamos fora teríamos que nos esconder. Enquanto uma amiga tampada o rosto e contava nos corremos e nessa hora Rogério me pegou pela mão e me puxou pra ir com ele pra última casa da rua, lugar que ninguém gostava de ir principalmente e os meninos por que as meninas ficavam mais perto do pique e eles queriam sempre se esconder com elas. Enfim empurramos o portão de madeira da obra e fomos pro segundo andar onde tínhamos um visão completa da rua. Entramos ofegantes em um quarto onde tinham uma mesa de madeira de construção e um banco enorme de ponta a ponta dessa mesa. Esperamos um pouco até olharmos pra ver se vinha alguém fui devagar até a pontinha da janela e olhei pra rua e de repente sinto Rogério vir pro trás de min colocar uma mão no meu ombro e o olhar pra rua e encostando novamente seu pau ao lado de minha perna e pergunta tanto se vinha alguém. Aquela quentura veio na hora por dentro de mim e só falei que não que estavam longe ainda. Ele então sem falar nada começou a alisar minha bunda nem deixando com muita vontade de dar minha bunda pra ele. Fiquei imóvel e nesse momento ele fala ao meu ouvido : Sou doido pra comer sua bundinha e sentir sua boquinha no meu pau. Eu continuava mudo ele começou a enfiar a mão por dentro do meu Short e ir direto com seu dedo pro meu cuzinho. Instintivamente comecei a rebolar. Pronto foi a dica pra ele abusar complementamente de mim. Logo ele tira o pau pra fora e me manda segurar. Meio tímido pego aquele cacete enorme na minha pequena mão. Ele pega por cima da minha e começa a fazer eu punheta lo. De repente para e me faz abaixar e manda eu colocar a boca e passar a língua. Não reajo a nada faço o que ele manda e sinto aquele cheiro de pica e coloco na boca. Minha língua começa devagar e aos poucos fui me soltando chupo cada vez mais com desenvoltura fazendo Rogério gemer. Ele começa a falar que eu serei a sua menina e vou fazer o que ele quiser Eu ficava cada vez mais excitado seu pau mal cabia em minha boca. Escutamos um barulho e ele se estica pra ver se alguém estava os perto eu gelo só de pensar que alguém poderia me ver fazendo aquilo. Levanto e tento sair levantando meu Short mas Rogério me pega e diz: calma minha mulherzinha e do um gato de rua, só tem duas pessoas pegas no pique ainda faltam um monte. E me abraça por trás e pega no meu pirusinho ainda duro e diz se estou gostando. Só aceno com a cabeça dizendo que sim. Então vem cá, vamos tentar uma coisa. E me puxou pela mão e me deixou debruçado na mesa e foi arriando meu Short. Já imaginava o que ele iria tentar e não via a hora, mas estava morrendo de medo de me machucar. Ele manda eu impenar bem minha bunda e me faz abri lá com minhas mãos. Ele abaixa e sinto sua língua no meu cuzinho. Que loucura nunca pensei que gostaria de ser mulherzinha. Eu ali todo aberto sendo lambuzado no cu. Rogério lambia e falava que não estava acreditando como minha bunda era gostosa. Eu cada vez mais com vontade de ser comido ele levanta manda eu ficar ali quieto vai até a janela e vê se tem alguém por perto mas logo volta me faz lamber bem seu pau e manda eu cuspi na cabeça. Faço e logo ele vai por trás e sinto pela primeira vez um pau pincelar meu cuzinho. Ele encosta seu pau de lado entre as bandas de minha bunda e começa a deslizar por todo meu rego Começa a me perguntar se eu quero o pau dele dentro da minha bunda. Digo que sim, ele pergunta outra vez se estou com medo. Digo, muito. Fica tranquilo não vou te machucar se doer eu paro Eu estava doido pra levar na bunda e não via a hora eu nunca tinha sentido essa vontade. Meu pau estava diro que parecia que iri a estourar. Rogerio começa a forçar mas seu pau não entra .Sinto uma dorsinha tento sair mas ele não deixa e me pede pra ficar quieto. Abaixa novamente lambe e cóspi no meu cuzinho e tenta outra vez. dessa vez força mais sinto sendo rasgado e não aguento. parecia que estava colocando um ferro em brasa na minha bunda e pedi pra ele parar. Não dá doe muito. Rogerio meio contrariado sai e diz que quer gozar na minha boca. Gozar??? Nem sabia que era isso, nem punheta ainda tinha tocado. Sem saber e com vergonha de perguntar o que era disse que podia.Me vira de frente pra ele e me faz abaixar ate seu pau e coloca na minha boca. Começa a foder minha boquinha sem parar eu não entendia direito até que ele segura minha cabeça e goza na minha boca. Tento tirar mais ele segura firme e me faz engolir tudo. Acabei gostando não tive enjoo nem ancia de vômito, que gerou um comentário dele dizendo que eu era uma putinha safada. levantei coloquei meu short e antes de sair Rogerio me diz que no dia seguinte voltaríamos ali novamente e que comeria meu bundão gostoso de um jeito que eu adoraria e não sentiria dor….continua

Olá meu nome é Juan, Hoje mais velho mas um amigo de infância nunca me saiu da cabeça e venho aqui relatar o que aconteceu comigo a anos atrás e que até hoje às vezes me pego masturbando pensando no que aconteceu comigo e esse amigo. Na época tinha uns 11anos brincávamos na rua onde morávamos e as brincadeiras que mais gostávamos era o pique esconde. Tinha umas meninas colegas que aproveitavam os para sarrar em suas bundinhas e quando elas deixavam agente ficava mais ousados e em algumas até rolava uma chupetinha. Nossa era uma delícia o pau ficava duro logo mas agente só ia até aí na verdade descobrindo a nossa sexualidade. E foi aí que tudo aconteceu. Tinha um amigo da turma o Rogerio ,na verdade o mais velho a maioria de nós entre 9 e 12 anos e o Rogerio o mais velho ja com seus 14 anos acabou virando o lider da turma. Bem eu era meio gordinho e tinha uma bunda enorme, o que era motivo de zoação dos meninos. Eu ficava puto mas não demostrava pra não piorar minha situaçao.
Num belo dia estava eu e Rogerio em minha casa jogando dama e já enjoado ele me chamou pra ir pra rua ver se já tinha alguém da turma pra poder brincar de outra coisa. fui na frente e quando sai de casa parei repentinamente porque esqueci d avisar pra minha mãe que iria pra rua e não dando tempo de parar Rogerio que vinha logo atras colou seu pau na minha bunda. Senti sua pica já dura e na mesma hora o empurrei . Ele me olha e diz ainda vou comer sua bundona. pra minha surpresa não responde nada fiquei mudo. Ele percebendo minha inércia afasta o short e coloca seu pau pra fora e diz : Quer segurar pra sentir um pau de verdade? Nunca havia visto um pau daquele. Era maior que o meu, grosso e cheio de veias. Fiquei hipnotizado mas antes de fazer qualquer coisa uns amigos nos chamaram em meu portão, isso fez Rogerio guardar rápido e disfarçar o pau duro. Fomos pra rua depois ao colégio mas foi o resto do dia pensando o que havia acontecido comigo.
A noitinha toda sexta e sábado depois do jantar costumávamos ir pra rua, principalmente no verão e brincavamos ate tarde. Nossa rua tinha várias casas em construção, o que era o lugar preferido por nós para se esconder. Nos encontramos já eram umas 19:00hrs já escuro e começamos o pique fizemos só sorteio e eu e Rogério ficamos fora teríamos que nos esconder. Enquanto uma amiga tampada o rosto e contava nos corremos e nessa hora Rogério me pegou pela mão e me puxou pra ir com ele pra última casa da rua, lugar que ninguém gostava de ir principalmente e os meninos por que as meninas ficavam mais perto do pique e eles queriam sempre se esconder com elas. Enfim empurramos o portão de madeira da obra e fomos pro segundo andar onde tínhamos um visão completa da rua. Entramos ofegantes em um quarto onde tinham uma mesa de madeira de construção e um banco enorme de ponta a ponta dessa mesa. Esperamos um pouco até olharmos pra ver se vinha alguém fui devagar até a pontinha da janela e olhei pra rua e de repente sinto Rogério vir pro trás de min colocar uma mão no meu ombro e o olhar pra rua e encostando novamente seu pau ao lado de minha perna e pergunta tanto se vinha alguém. Aquela quentura veio na hora por dentro de mim e só falei que não que estavam longe ainda. Ele então sem falar nada começou a alisar minha bunda nem deixando com muita vontade de dar minha bunda pra ele. Fiquei imóvel e nesse momento ele fala ao meu ouvido : Sou doido pra comer sua bundinha e sentir sua boquinha no meu pau. Eu continuava mudo ele começou a enfiar a mão por dentro do meu Short e ir direto com seu dedo pro meu cuzinho. Instintivamente comecei a rebolar. Pronto foi a dica pra ele abusar complementamente de mim. Logo ele tira o pau pra fora e me manda segurar. Meio tímido pego aquele cacete enorme na minha pequena mão. Ele pega por cima da minha e começa a fazer eu punheta lo. De repente para e me faz abaixar e manda eu colocar a boca e passar a língua. Não reajo a nada faço o que ele manda e sinto aquele cheiro de pica e coloco na boca. Minha língua começa devagar e aos poucos fui me soltando chupo cada vez mais com desenvoltura fazendo Rogério gemer. Ele começa a falar que eu serei a sua menina e vou fazer o que ele quiser Eu ficava cada vez mais excitado seu pau mal cabia em minha boca. Escutamos um barulho e ele se estica pra ver se alguém estava os perto eu gelo só de pensar que alguém poderia me ver fazendo aquilo. Levanto e tento sair levantando meu Short mas Rogério me pega e diz: calma minha mulherzinha e do um gato de rua, só tem duas pessoas pegas no pique ainda faltam um monte. E me abraça por trás e pega no meu pirusinho ainda duro e diz se estou gostando. Só aceno com a cabeça dizendo que sim. Então vem cá, vamos tentar uma coisa. E me puxou pela mão e me deixou debruçado na mesa e foi arriando meu Short. Já imaginava o que ele iria tentar e não via a hora, mas estava morrendo de medo de me machucar. Ele manda eu impenar bem minha bunda e me faz abri lá com minhas mãos. Ele abaixa e sinto sua língua no meu cuzinho. Que loucura nunca pensei que gostaria de ser mulherzinha. Eu ali todo aberto sendo lambuzado no cu. Rogério lambia e falava que não estava acreditando como minha bunda era gostosa. Eu cada vez mais com vontade de ser comido ele levanta manda eu ficar ali quieto vai até a janela e vê se tem alguém por perto mas logo volta me faz lamber bem seu pau e manda eu cuspi na cabeça. Faço e logo ele vai por trás e sinto pela primeira vez um pau pincelar meu cuzinho. Ele encosta seu pau de lado entre as bandas de minha bunda e começa a deslizar por todo meu rego Começa a me perguntar se eu quero o pau dele dentro da minha bunda. Digo que sim, ele pergunta outra vez se estou com medo. Digo, muito. Fica tranquilo não vou te machucar se doer eu paro Eu estava doido pra levar na bunda e não via a hora eu nunca tinha sentido essa vontade. Meu pau estava diro que parecia que iri a estourar. Rogerio começa a forçar mas seu pau não entra .Sinto uma dorsinha tento sair mas ele não deixa e me pede pra ficar quieto. Abaixa novamente lambe e cóspi no meu cuzinho e tenta outra vez. dessa vez força mais sinto sendo rasgado e não aguento. parecia que estava colocando um ferro em brasa na minha bunda e pedi pra ele parar. Não dá doe muito. Rogerio meio contrariado sai e diz que quer gozar na minha boca. Gozar??? Nem sabia que era isso, nem punheta ainda tinha tocado. Sem saber e com vergonha de perguntar o que era disse que podia.Me vira de frente pra ele e me faz abaixar ate seu pau e coloca na minha boca. Começa a foder minha boquinha sem parar eu não entendia direito até que ele segura minha cabeça e goza na minha boca. Tento tirar mais ele segura firme e me faz engolir tudo. Acabei gostando não tive enjoo nem ancia de vômito, que gerou um comentário dele dizendo que eu era uma putinha safada. levantei coloquei meu short e antes de sair Rogerio me diz que no dia seguinte voltaríamos ali novamente e que comeria meu bundão gostoso de um jeito que eu adoraria e não sentiria dor….continua

Deixe um comentário

CAPTCHA



Online porn video at mobile phone


contos eróticos primacontos eroticos meninas novinhasgay contos eroticoscontos eróticos meninasconto porno incestoconto eroticocontos eroticos com novinhaconto erotico gordacontos de sexo gaycontos eróticos traiçãocontos eroticos papaiconto erotico gratiscontos eróticos femininoswww.contoerotico.comencoxando a maecontos eróticos com travestiscontos heróticosconto erotico lesbicocontos de sexo com a empregadaconto eroticosminha mulher deu pra outrocontos eroticos de corno mansocontoeroticoscontos eroticos transcontos eroticos veridicoscpntos eroticosconto erotico maecontos eróticos incestoscontos eróticos travestigozando no onibuscanto eroticocontos de sexo com novinhascontos eroticos gaysconto erticoconto rroticocontos crossdresscontos eroticos incestoscomtos eróticosconts eroticosconto eróticacontos ercontos eroticos vizinha novinhaconto erotico uberconto erótico lésbicocontos eroticos ginecologistacontos eróticos gaycontos eroticos comi minha sogracontoa eróticosconto etoticocomendo a sogra contoporno contocont erotvontade de dar o cucontos eroticiscontos eróticos cunhadacontos eroticoscontos eróticos primacontos eroticos novosconto corno mansocontos podolatriacontos eróticos swingcontos eroticos.comcontos reais de incestocontos erotico incestocontos eróticos últimocontos eróticos picantescontos eróticos de incestoscontos eroticos mais lidoscomendo um cuzinhocintos eróticoscontoserotcontos eroticos novinhocontos eroticos metromeu marido cornoconto sexconto eroticcontos eróticos publicadoscontos eroticos de meninas novinhasconto erotico encoxadaconto erotico corno mansoconto erotico gratiscontos eroticos vovomeu marido cornomeu primo me comeuconto erotico incestocontos de corno mansocorno manso conto