Enrabado sem dó pelo macho

Meu nome é Rick, tenho 36 anos, sou de Campinas/SP.

Conheci um cara por um aplicativo de mensagens, disse pra ele que eu curto ser enrabado sem dó, que me responsabilizo por tudo que ele fizer, que se eu pedir pra parar ele pode continuar sem dó, estuprar de verdade. Fui incentivando o cara a me arrombar. Ele concordou e veio em casa.

Deu uns 30 minutos ele chegou de moto, pediu pra eu deixar ele guardar a moto na garagem do prédio e eu dei um jeito de abrir pra ele.

Chegando em casa, já levei um tapa, que olhei pra ele assustado.

– Falou que quer ser estuprado né putinha?

Não respondi nada, só olhei a mão dele vindo outro tapa. Me agarrou e me beijou e mordeu minha boca, enpurrou de joelho no chão e foi abrindo o ziper. Tirou uma rola não muito grande, e já foi socando na minha boca.

Enquanto eu ia chupando ele ia tirando a roupa dele e a minha, me dando tapas no rosto e chamando de puta, vadia, ordinária, vou te arrombar sua piranha.

Foi arrancando toda minha roupa, e colocou eu deitado no sofa, com a cabeça pendendo pra tras. Veio e começou a socar a rola na minha garganta, fazendo passar e dando reflexo. Uma hora o cara deixou a rola socada e eu comecei a perder o folego, ficar desesperado pra ele tirar. Tremi, tentei empurrar ele… meu deu reflexo de vomitar e o cara tirou e eu vomitei um pouco no chão (bem pouco, não tinha comido nada).

Fui acostumando um pouco com a situação e fui tentar colocar um dedo no cu pra começar a lacear pro cara meter, o cara viu e segurou minha mão, não deixou eu colocar nem um dedo no CU, e eu tava a um mês sem dar.

Cara foi abusando de mim, e falou que ia me arrombar, pegou o celular. Me colocou de costas, colocou camisinha no pau, passou lubrificante no pau dele, começou a filmar, encostou a cabeça do pau no meu cu e socou a rola inteira com toda força pra dentro. Gritei, desesperei tentei sair, o cara tentou me segurar, largou o celular. Foi maior dor que já senti. Me arrombou de verdade. Consegui ir pra frente e sair da rola dele, e tentar escapar dele. Ele tentando continuar metendo, e eu fugindo dele encima da cama. Meu cu tava doendo muito, ficou doendo alguns minutos tipo MUITO, latejando.

A dor foi passando e eu tive coragem de continuar dando pra ele. Meteu mais um tanto e a foda começou a ficar mais normal, ele chegou a colocar a maior parte da mão dele dentro do meu CU. No final eu chupei o pau dele ele gozou na minha boca e eu engoli tudo.

Pra quem não acredita, tenho a cena que ele soca a rola no meu CU e eu grito gravada em vídeo, que ele quis gravar, e depois a hora que eu chupo e engulo a rola dele também, que aparece meu rosto.

Na hora é foda, mas depois lembrar me dá muito tesão e vontade de ser abusado, estuprado de novo. Afim de grupo também…

Procuro grupo de machos ativos para me estuprar na real, sem limites ou controle de minha parte, me usar como putinha sem dó e na maldade. Podem me dominar e fazer TUDO que quiserem comigo, mesmo se eu negar e precisar ser à força, eu me responsabilizo.

veja meu contato e vídeos meus no meu blog

/>

Deixe um comentário

CAPTCHA



Online porn video at mobile phone


contos eroticos insestocontos eróticos traiçãocontos eroticos chupando bucetacontos eróticosgaycontos eróticos sogrocontos de fodaconto herotico gaycontoeróticoscontos eróticos a forçacontos eroticos encoxadascontos eróticos cunhadocontos eróticos lésbicascontos eróticos netcontos porno gayconto erotico realconto ercontos eroticos ineditosesposa puta contoscontos eróticos putinhaputaria contoscontos eroticos medicocontos eroticos sobrinhocontos gay sexocontos gay últimoscontos eroticos de insestoscontos eroticos lésbicascontos eroticos reaiscontos.eróticoscontos eróticos safadosconto erotico gay paicontos analconto erotico tiaviuva gostosaprimeira vez com travesticontos erotcontos eróticos realcontos eroticontos eroticos chupando bucetacontos eroticos travestiscontos eróticos novinhascontos eróticos verídicoscontos eroticos proibidoscontos eroticos com meninascontos eroticos na academiacomendo a madrastacontos eroticos comi minha sobrinhacontos eroticos de casadascontos eroticos esposascontos esposacontos eroticos de adolecentesconto erótico sobrinhacontoseróticoscontos eroticos enteadacntos eroticoscontos cunhadacontos sexo gaycontos erotiosconto eróticocontos eroticos com travesticontos eroticos gay primeira vezcontos eróticos de traiçãocontos eróticos grátishistória eróticoscontos eroticos tiacontos eroticos de adolecentescontos de sexcontos gostososcontos eróticos verídicoscontos eroticos de sogracontos eróticos com travestiscontos eroticos ilustradoscontos onibus